Pesquisadores analisam propostas dos presidenciáveis para a área de educação

2018-10-23T17:02:16+00:00 23/10/2018|

Especialistas  comentam algumas das principais bandeiras de Bolsonaro e Haddad sobre currículo, ensino superior, carreira docente e modelos de ensino. Confira!

Especialistas do comitê técnico do Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede) e pesquisadores convidados analisaram algumas das principais propostas para a área de educação dos dois candidatos à Presidência da República neste segundo turno, Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

As propostas constam nos planos de governo dos presidenciáveis e/ou foram defendidas por eles em diferentes momentos de suas campanhas. Os temas cobrem diferentes áreas da educação, como educação básica, ensino superior, ações afirmativas, currículo e políticas para professores.

Acesse aqui um pdf com todas as análises das propostas de educação 

Acesse a seguir cada uma das análises:

Jornada Escolar

Educação a distância como um “importante instrumento e não vetada de forma dogmática”. – proposta de Jair Bolsonaro
Análise por Gabriela Moriconi (pesquisadora da Fundação Carlos Chagas) e Paula Louzano (diretora da faculdade de educação da Universidad Diego Portales, no Chile)

Expansão da educação integral – proposta de Fernando Haddad
Análise por Tadeu da Ponte (professor do Insper)

Ações afirmativas

Diminuição das cotas raciais em universidades e concursos públicos – proposta de Jair Bolsonaro
Análise por Tatiane Rodrigues (professora da UFSCar ) e Ivanilda Cardoso (doutoranda em Educação na UFSCar)

Criação de um programa de Bolsa Permanência para alunos do ensino médio em situação de pobreza – proposta de Fernando Haddad
Análise por Fernando de Lollo e Daniel dos Santos. Ambos atuam no Laboratório de Estudos e Pesquisas em Economia Social (LEPES), da USP de Ribeirão Preto. Daniel é professor da mesma instituição.

Currículo

Retorno das disciplinas de Educação Moral e Cívica (EMC) e Organização Social e Política Brasileira (OSPB) – propostas de Jair Bolsonaro
Análise por Telma Vinha (professora da Unicamp) e Cesar Nunes (gerente de desenvolvimento de soluções no Instituto Unibanco). Ambos integram o Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Moral, da Unesp/Unicamp

Revogação da reforma do ensino médio – proposta de Fernando Haddad
Análise por Simon Schwartzman (sociólogo, membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior)

Políticas para professores

Implementação da “Escola sem Partido”. No plano de governo, diz que “um dos maiores males atuais é a forte doutrinação” – proposta de Jair Bolsonaro
Análise por Charles Kirchbaum  (professor do Insper) e Regina Madalozzo (professora do Insper)

Implementação da Prova Nacional para Ingresso na Carreira Docente – proposta de Fernando Haddad
Análise por Luiz Scorzafave (professor da FEARP-USP)

Políticas para Ensino Superior

Criação de Universidades Empreendedoras – proposta de Jair Bolsonaro
Análise por Adolfo Ignacio Calderón (professor titular da PUC-Campinas)

Análise das propostas de Fernando Haddad para o ensino superior. No plano de governo, diz que: 1. “O governo Haddad vai voltar a investir no ensino superior e ampliar os investimentos em ciência, tecnologia e inovação”; 2. “Universidades e Institutos Federais serão fortalecidos, interiorizados eexpandidos com qualidade e financiamento permanente”; 3. “Serão recompostos os orçamentos das universidades e institutos federais, e o Programa Nacional de Assistência Estudantil será fortalecido.”
Análise por Raquel Guimarães (professora na Universidade Federal do Paraná)

Acesse aqui um pdf com todas as 10 análises das propostas de educação