QEDu é atualizado com dados do Saeb 2019

2021-02-23T22:48:05-03:00 23/02/2021|

O QEdu já está atualizado com os dados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2019, divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) no final do ano passado.

Na plataforma, é possível consultar a distribuição dos alunos brasileiros por nível de proficiência em Língua Portuguesa e Matemática. Nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, os dados mostram que 57% das crianças matriculadas no 5º ano podem ser consideradas proficientes em Português, considerando toda a rede pública do País. Em Matemática, a taxa é mais baixa: 47%. Ambos os percentuais demonstram um pequeno crescimento em relação aos dados de 2017, quando esses mesmos índices eram de 56% e 44%, respectivamente.

Nos Anos Finais, os dados do Saeb 2019 mostram que 36% dos estudantes eram proficientes em Português, enquanto apenas 18% podem ser assim considerados em Matemática. Assim como nos Anos Iniciais, foi registrado um ligeiro aumento no intervalo de dois anos, já que essas taxas eram, respectivamente, 34% e 15% em 2017.

No Ensino Médio, a porcentagem de jovens proficientes em Matemática manteve-se estável entre 2017 e 2019: apenas 5%, um índice baixíssimo. Por outro lado, a taxa de estudantes proficientes em Português aumentou seis pontos percentuais nesse mesmo intervalo de tempo, saltando de 25% para 31%.

É importante destacar que essa é a primeira vez que o QEDu disponibiliza os dados referentes ao Ensino Médio, já que a avaliação dessa etapa passou a ser censitária, possibilitando a coleta de informações por município.

Entenda a proficiência
Para aferir o nível de proficiência do alunado brasileiro por meio dos dados do Saeb, o QEdu utiliza como referência os quatro níveis qualitativos definidos por especialistas e pesquisadores da área educacional com base na escala do Saeb. Tais níveis (insuficiente, básico, proficiente e avançado) avaliam se o aluno demonstrou o domínio da competência avaliada. Um aluno para estar no nível adequado em determinada disciplina deve estar nos níveis proficiente ou avançado.

Além dos níveis de proficiência, os usuários do QEdu também podem filtrar as informações disponíveis por tipo de rede (pública, municipal, estadual e particular) e etapa escolar (anos iniciais, anos finais e ensino médio). É possível visualizar se a localidade ou escola pesquisada atingiu a meta do  Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), assim como as médias de proficiência em Língua Portuguesa e Matemática e a série histórica, que traz os índices do Ideb desde 2005.

Ainda não é possível analisar informações referentes a unidades escolares pois estas dependem dos microdados do Saeb, material que ainda não foi divulgado pelo Inep. Essas informações, como a condição de infraestrutura das escolas com base no Censo Escolar e dados sobre o que pensam diretores, professores e alunos a partir dos questionários do Saeb estão disponíveis para outros anos.

QEDu é do IEDE
No final de 2020, o Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede) assumiu a gestão do QEDu, com apoio da Fundação Lemann. Algumas mudanças serão divulgadas em breve, com o objetivo de facilitar ainda mais a busca por informações e contribuir para que cada vez mais pessoas usem dados para transformar a Educação por meio de evidências.

O IEDE também está disponibilizando em seu site um estudo inédito sobre o Ideb 2019 com quatro pilares temáticos: a composição do Ideb e seus desafios para cumprir um papel pedagógico; os aspectos de gestão que possibilitaram melhorias nos Anos Iniciais em alguns municípios; a dificuldade de avançarmos nos Anos Finais, e as hipóteses para o progresso inédito do Ensino Médio.

O material já está disponível para consulta no site do IEDE. Acesse.