Iede é finalista do 1º Prêmio José Eduardo Ermírio de Moraes

2019-09-09T09:03:14+00:00 06/09/2019|

Prêmio do Insper visa a incentivar o protagonismo de alunos e ex-alunos 

O Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede) foi um dos seis projetos finalistas do 1º Prêmio José Eduardo Ermírio de Moraes, que teve como objetivo reconhecer e incentivar o protagonismo de alunos e ex-alunos do Insper.

Ernesto Martins Faria, diretor-fundador do Iede, graduou-se em economia no Insper, em 2008.

Esta primeira edição do prêmio teve 57 projetos inscritos. Segundo a instituição, as iniciativas finalistas “transformam o ambiente de negócios, sociedade ou academia”. São elas:

Biofílica – Plínio Pagnoncelli Aguiar Ribeiro | alumnus ADM 2005
E-moving Mobilidade Urbana – Gabriel Cury Arcon | alumnus ADM 2005
Iede – Ernesto Martins Faria | alumnus ECO 2008
Kria – Ricardo Politi | alumnus ADM 2010
Shopper – Bruna Vaz Negrão | alumna ADM 2016
Zipa – Aedes Adesivo – Luísa Hamra | aluna Grad. ADM 2020

A vencedora do prêmio foi Bruna Negrão, uma das sócias da start up Shopper.com.br, um site de compras de supermercado automatizadas. Em segundo lugar, ficou Plínio Ribeiro, fundador da Biofílica, que promove a preservação da floresta Amazônica por meio da venda de créditos de carbono para empresas. Já o terceiro ganhador foi Gabriel Arcon, sócio da E-moving, empresa que aluga bicicletas elétricas.

Sobre o prêmio

O prêmio é uma homenagem do Insper e da família Ermírio de Moraes a José Eduardo Ermírio de Moraes, que foi aluno da instituição. Ele morreu em 2013, aos 30 anos de idade, em decorrência da queda do avião executivo em que estava. O acidente aconteceu na cidade de Candido Mota, no interior de São Paulo, e vitimou todos os cinco ocupantes da aeronave.

Sobre o Iede

Fundado em outubro de 2017, o Iede tem como visão um sistema educacional de referência no Brasil, que utiliza evidências de pesquisa nas tomadas de decisão e que oferece um ensino de qualidade com igualdade de oportunidades. A organização trabalha em parceria com pesquisadores para produzir pesquisas consistentes e aplicáveis e, com jornalistas, para ajudar a qualificar o debate educacional na mídia. Acesse o relatório de atividades do Iede 2017-18