Entendendo a taxa de reprovação escolar

2017-11-07T22:15:34+00:00 11/04/2011|

Após o lançamento do Estudando Nº 01, algumas pessoas vieram me perguntar: “Mas as taxas de reprovação do Inep não mostram que o percentual de alunos reprovados é bem menor?” Em 2009, por exemplo, de acordo com o Inep a taxa de reprovação escolar no Ensino Fundamental foi 11,1%.

Para responder essa pergunta vou apresentar uma situação fictícia.

Imaginem uma escola que foi fundada em um certo ano, 2007, por exemplo, e que nesse primeiro ano só ofereceu o 1º ano do Ensino Fundamental. Nos anos posteriores ela selecionou mais alunos para o 1º ano e forneceu as séries seguintes para os alunos promovidos.

Nesse ano inaugural da escola haviam 100 alunos matriculados no 1º ano do Ensino Fundamental. Desses, 95 foram aprovados para o 2º ano. No ano seguinte, 95 alunos (nenhum evadiu) cursaram o 2º ano e 90 foram aprovados. No outro ano, 90 alunos cursaram o 3º ano e 85 foram aprovados… E assim por diante, isto é, cinco alunos não aprovados (reprovados ou que abandonaram) por série. As taxas de reprovação em todas essas séries são inferiores a 8%, mas dos 100 alunos matriculados no 1º ano do Ensino Fundamental em 2007 apenas 60 chegariam ao 9º ano em 2015. Os outros 40 se não abandonarem ou evadirem a escola chegarão ao 9º ano, nessa situação fictícia, em ano (s) posterior (es) com a característica de já ter sido reprovado ou de já ter abandonado a escola.

Com esse exemplo quero passar a mensagem de que reprovar 11% dos alunos de uma série é um percentual alto. Alto se comparado com os outros países do mundo. 11% faz com que ao final da Educação Básica o percentual de alunos já reprovados seja bem elevado (e aí a resposta para a pergunta).

Mas uma pergunta muito pertinente pode ser feita: “Há, em alguma série no país, mais de 90% dos alunos com aprendizado adequado?”

Não, não há, e por isso que precisamos que nossas escolas tenham um acompanhamento e um reforço escolar contínuo para os alunos com baixo aprendizado. Pois reprovar sem conseguir fornecer aprendizado a maioria dos alunos repetentes certamente não é uma solução.

Observações e avisos:

1. Caso tenha dúvida sobre os conceitos de rendimento escolar (aprovação, reprovação e abandono) e de transição escolar (promoção, repetência e evasão) nas páginas 3 e 4 do Estudando Nº 01 esses conceitos são explicados.

2. Quero avisar aos navegantes do blog que o Estudando Nº 02 foi adiado para a próxima segunda-feira e que passará a ser lançado a cada duas semanas. Com o lançamento da seção Números esse intervalo se faz necessário para que possamos discutir de forma adequada todos os números e estudos apresentados nesse portal.